quarta-feira, 4 de março de 2009

Quando nos tornamos deuses


O esplendor da natureza nos remete ao desconhecido, ao sagrado. As cores, cheiros, sons e luzes que aparecem por ação simples da natureza nos tocam profunda e eternamente. Essa comunicação ocorre através dos sentidos que vão preenchendo gradativamente de assombro o nosso corpo, chegando então em nossa alma. Assim se eternizam momentos de puro êxtase e graça. Nesses momentos conectamos com nosso lado mais sagrado, nos tornamos pequenos deuses.

Um comentário:

Rapha disse...

Belíssimo absolutamente devo tb te dizer que continue eternamente escrevendo essas belezuras!
Grato!