quarta-feira, 4 de março de 2009

Canção Amiga - Carlos Drumont de Andrade


Eu preparo uma canção
em que minha mãe se reconheça,
todas as mães se reconheçam,
e que fale como dois olhos.

Caminho por uma rua
que passa em muitos países.
Se não me vêem, eu vejo
e saúdo velhos amigos.

Eu distribuo um segredo
como quem ama ou sorri.
No jeito mais natural
dois carinhos se procuram.

Minha vida, nossas vidas
formam um só diamante.
Aprendi novas palavras
tornei outras mais belas.
Eu preparo uma canção
que faça acordar os homens
e adormecer as crianças.

3 comentários:

Rapha disse...

De arrepiar gostoso!
Que luz pro meu dia essa poesia!
Gratíssimo!

Ricardo Kersting disse...

Conheci Canção Amiga na voz do Milton Nascimento.. Pela primeira vez no caso dele, eu tive a sensação de estar ouvindo uma letra superior à melodia..Agora lendo outra vez a tua postagem eu percebo por que.
Um beijo fraterno..

joao abdala disse...

blog lindo!!