quarta-feira, 30 de setembro de 2009

O Indivíduo

A individualização que a suposta democracia nos trouxe, foi acompanhada de uma “ideia” de liberdade reforçada pela queda das ditaduras, principalmente na América Latina.

Hoje percebe-se que essa individualização e pseudo liberdade nos custou o distanciamento da cidadania e a busca de uma liberação através do consumismo. Estamos sedados diante da mídia e nos limitando a ela, assim, encerramos nossos espíritos a essa medíocre medida.

Não podemos restringir nosso conceito de nós mesmos pelos “valores” vigentes. A falta de comprometimento é regra, ou seja, ninguém responde por seus atos, ninguém quer mais ter opinião própria para não ter que agir em conformidade com absolutamente nada.

Não nos mostramos mais pensantes, o silêncio é mais vantajoso!

2 comentários:

Rapha disse...

... sim ...

Ricardo Kersting disse...

Tens razão em todos sentidos até poderíamos acrescentar algumas situações, mas seria chover no molhado. Entretanto falar de conceitos conflitantes é difícil, mas acredito que as opiniões nascem dos debates. Somente uma pergunta, silêncio de quem?
Abração..